• danieldecastromidi

“Precisamos de mais educação familiar”, disse Daniel de Castro

O ex-administrador de Vicente Pires e pré-candidato a deputado distrital Pastor Daniel de Castro (PP), concedeu entrevista ao jornalista Sandro Gianelli, no último domingo (8), na Rádio Metrópoles (104.1 FM), e falou sobre as razões pelas quais existem violências nas escolas, sobre qual deveria ser o foco do legislativo, sobre liberdade de expressão, citando o caso do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), e deu sua opinião sobre legalização de drogas e aborto.

Como você observa a questão da violência nas escolas do DF?

Todas as áreas precisam se aperfeiçoar, mas a segurança pública de Brasília é muito boa, ágil e de muita resolutividade. No entanto, é preciso de mais educação familiar, restrita ao pai e mãe, para lá na frente, na escola, haver respeito com os professores.

Quais deveriam ser verdadeiramente as pautas do poder legislativo?

Esse poder é o mais essencial, pois constrói aquilo que seguimos, mas hoje a gente está discutindo questões de ideologia de gênero e o que nós precisamos discutir de fato é economia, saúde, segurança, educação e infraestrutura. O poder legislativo é muito importante, porque se ele falhar, entra o poder moderador, com a força armada e ninguém quer viver isso, porque vivemos em uma democracia.

Qual é a sua opinião sobre a liberdade de expressão nas redes sociais?

A liberdade de expressão deve ser absoluta, mas sem denegrir a imagem de ninguém. O caminho não é cercear a liberdade, o caminho é a justiça, que tem o poder de reparar tudo, porque lá tem os operadores do direito. No caso do Daniel Silveira, ele falou o que ele pensa, mas ele não atacou o STF, ele atacou um membro e se ele se sentiu ofendido, que buscasse a reparação no judiciário, sem calar os outros, sem colocar tornozeleira, porque ele não calou a voz de um deputado, ele calou a voz de mais de 30 mil pessoas que votaram nele.

Qual é o seu posicionamento sobre aborto e legalização de drogas?

Legalização de drogas é crime, e quem é a favor deveria ser preso. Se for legalizado, a nação fica louca, com droga sendo vendida em todo canto. Sobre o aborto, a vida existe desde a concepção e está nas mãos de Deus. Quem faz e quem autoriza fazer, deveria ser preso, porque é crime, homicídio. Eu sou radicalmente contra.

0 visualização0 comentário